18 de jun de 2009


Essas belezinhas aí foram pintadas por mim, me inspirei nas pinturas do Hundertwasser, que é um cara sensacional, artista, arquiteto, ecologista, enfim uma dessas criaturas que te inspiram a viver!
Se vc quiser conhecer ele melhor, vou deixar um link!
Se vc quiser um tênis eu pinto para vc!

http://www.hundertwasser.at/

8 de jun de 2009


em breve, se tudo der certo e eu conseguir mergulhar no arco-íris que eu vejo logo ali, pela janela da condução, outras imagens vão colorir este canto...

essa menina reflexiva foi desenhada numa daquelas noites frias que só se aquece com amor e tintas.

e é uma pequenina parte de um universo que começa a se apresentar.

acho que ela se chama Esperança!

4 de jun de 2009

Era um pedaço da minha coxa, como se fosse no Macunaíma, que perdido de mim, eu não sabia.

Com a carne de volta, meu coração bate certo, meu peito suspeito, resolve amansar.

Aí, aquela fera, de lúcifer e quimera, para uma gato ronronando ou uma criança manhosa, são dois passos, ou um olhar...

Eu já fui das minhas mil, mais ou menos, aproximadamente em média, umas trezentas almas.

Delas eu guardo poucas lembranças, lembro muito das sem caráter, das heroínas e das erradias.

Aí, recebi o amuleto. Em terra de cego, antes tarde do que nunca!

Minha muiraquitã, minha pequena órfã...

De pátria e de amor,

Deixemos para lá toda a rapsódia...

No verde e amarelo (ou em pratos limpos)

Deixo o limbo e minha Ci volta a reinar.