7 de mar de 2011

o barulho absurdo do trem que nunca peguei. não me levará pra nenhum lugar querido. destruí todos. o vento delicioso da cidade dormindo longe da euforia carnavalesca. desisti do carnaval por hora. a espera absurda de uma solução fenomenal. cansei de resolver as coisas racionalmente. a tristeza das células que criam um câncer. se não dou conta da carne. a vida lenta e noturna dos que duvidam e sentem por demais. a contradição, mãe dos que agradam, é uma fera.