9 de set de 2008

Recebi esta homenagem de um amigo novo, mesmo sem inspiração parece que ainda inspiro algo (bochechas coradas...rs)

Obrigada Celso!

Menina feita mulher feita musa feita deusa.
Te descobrindo ponto a ponto, linha a linha.
Cada pincelada um deslumbramento
Descortinada, arrebatada à ribalta, se traduz.
Sempre um passo à frente, um degrau acima, inatingível, surreal.
Escudo, espelho e verdade.
Alada, pairas sobre a pequenês de tudo...
constelada, guia e luz.
Se tuas lágrimas salpicam o céu,
teu sorriso rasga o vel, auroras...
Triunfante, onisciente do que queres e possuis.
Afrontas o medo do caminho.
À frente sempre...
à fronte os louros...
às mãos as armas, divina e mortal...
Áurica, radiante mítica vitoriosa.
Além do idealizado mármore, pulsas.
Única...
Anike!